quarta-feira, julho 13

O inferno da música do celular no ônibus


Alguém já deve ter visto aqui no blog ou talvez com mais assiduidade no twitter (@anacoaracy) sobre o inferno que é estar em um ônibus, geralmente lotado e mais geralmente ainda em um longo congestionamento, sendo obrigado a escutar, em altíssimo volume agudo as músicas que saem de um telefone celular de alguém... seja lá quem for... com um duvidoso gosto musical... aí você se pergunta por que essa pessoa não usa o fone de ouvido... mas não obtém resposta...
Pois é... a pouco o colega de twitter @sostenessalgado, que também já se incomodou muuuito com esse problema, me mostrou, por meio de uma reportagem que o caso existe por aí a fora, mas tem punição... então vamos a ela...


Incômodo de música nos celulares dentro dos ônibus


(Foto: Celso Rodrigues)

Há muito tempo, a população é obrigada a suportar nas ruas de Belém a proliferação de aparelhagens de som, treme terra e carros com som turbinado. Mas agora a poluição sonora chegou aos ônibus, onde pessoas preferem ouvir música no volume mais alto do celular e até pequenas caixas de som.
A perturbação é tanta que atrapalha até os motoristas. “Não dá para ouvir a buzina dos carros e a chamada dos passageiros”, diz o motorista Erick dos Santos Félix, que é contra, mas é obrigado a suportar a falta de educação dos passageiros indesejáveis que parecem desconhecer o direito dos outros.
A bancária Patrícia Souza afirma que “já virou rotina” e que “infelizmente” depende do transporte coletivo para trabalhar. “Além do caos do trânsito, a gente ainda tem que suportar mais esse barulho que só vem para piorar a situação”, desabafa. “Incomoda muito e prejudica a audição. As pessoas têm que se conscientizar que o que pode ser bom para elas não é bom para os outros”, diz a babá Márcia Lima.
Já o vendedor Paulo Barros, afirma que é “uma perturbação que tira a concentração das pessoas, não dá nem pra pensar nos negócios”.Uma pessoa que preferiu não se identificar dizia que não via nada de mal em permanecer com o celular tocando música em volume alto dentro do ônibus.

CRIME
O que muita gente não sabe é que esse tipo de comportamento, além de prejudicar a saúde, é crime. O artigo 54 da lei federal 9.605, conhecida como lei dos crimes ambientais, prevê que “causar poluição de qualquer natureza em níveis tais que resultem ou possam resultar em danos à saúde humana” é crime.
Segundo o delegado Valdir Freire, da Divisão de Meio Ambiente (Dema), a lei usa como parâmetro o estudo da Organização Mundial de Saúde (OMS) que limita a emissão de ruídos a 55 decibéis durante o dia e 50 decibéis à noite como o suportável pelo ouvido humano. Acima disso, há o risco de danos.
O delegado lembra ainda que esse tipo de comportamento também fere outras leis. “Qualquer interferência na saúde é lesão corporal, com agravantes se for doloso, com intenção de causar poluição sonora.” O poluidor sonoro também pode ser enquadrado por “perturbação da tranquilidade pública”. As penas podem chegar de seis meses a um ano de detenção.
O delegado diz que nunca recebeu reclamações de passageiros de ônibus. Mas, segundo ele, o motorista e o cobrador do ônibus podem exigir que os mal-educados baixem os volumes dos seus equipamentos. Caso eles se recusem, podem ser colocados para fora do veículo ou até levados para uma delegacia.

COMO DENUNCIAR
Os passageiros também podem denunciar para a Dema, que tem o serviço especializado do disque-silêncio, que atende as denuncias de poluição sonora na região metropolitana de Belém e municípios vizinhos pelos telefones 3238-3132 e 9987-9712. (Diário do Pará)


Já está na hora da Secretaria de Meio Ambiente ou Promotoria do Meio Ambiente do Maranhão, também se posicionar... para que as pessoas saibam como se defender desse inferno!

Um comentário:

  1. Amiga, estou realizando o sorteio de um kit de 13 tecidinhos bem lindos em parceria com a Tecidos Crafts , queria te convidar a participar tb.
    Obrigada , espero vc !!

    Leila

    ResponderExcluir